terça-feira, 2 de setembro de 2008

AS PULGAS DO CÃO!


Esse post, eu peguei no blog da ZILDA, que aliás, lança luzes mas não nos cabelos....!
A vida não é nada mais do que esta escrito ai embaixo....

Fico pensando em como a humanidade perdeu o chamado “senso de noção” para as coisas simples, porém enriquecedoras da vida.

Em SP, onde tudo é correria e salve-se quem puder é muito fácil esquecer das coisas boas e concentrar-se só nos problemas.

Coisas boas são para mim pessoas e situações agradáveis e empolgantes.

As pessoas começam discussões e brigam por motivos simplesmente esdrúxulos. O mundo não vai acabar porque o Corinthians jogou mal, nem porque os políticos brasileiros (e internacionais) só fazem merda, nem porque alguém te fechou no trânsito e nem porque duas pessoas discordam. Calma, que a Terra pode num piscar de olhos se livrar destes microorganismos que tanto a apoquentam (nós) e daí eu quero ver a sobrevivência das filosofias baratas, dos egos tchop tchura e das discussões infrutíferas. Somos como pulgas num cão prestes a se sacudir, e estamos imersos numa ilusão idiótica sócio-espiritual.

Eu estava numa balada com amigos e contemplávamos o trânsito desgraçado na Ignácio Pereira da Rocha. Eram umas 2:30h. Assistíamos de camarote à turba motorizada e enlouquecida, que buzinava frenética, enquanto conversávamos sobre amenidades.

I, nossa amiga, contava-nos que odeia trânsito, que nunca ficou tão estressada quanto no trânsito, daquela vez no Rii em que ela estava morrendo de pressa pra votar.
Votar no FHC. Mas não conseguiu...

-Ainda bem! - disse Joselito - (Ainda bem, meu bem!)

-Ainda bem! Mas peraí, porque a opção que tivemos depois provou ser péssima também. - falou o Jack Bauer - E agora? O que é bom então?

E antes que começasse uma saga da discussão direita/esquerda, em cima/por baixo, PT/PSDB, Bush/Osama, Joselito, num momento iluminado e espontâneo, formulou esta resposta tão singela, que elucidou muitos dos nossos problemas existenciais, pelo menos naquele instante. Parecia até um haikai:

- O que é bom é topless!!!

Dedico este post ao Joselito, um Pai Mei da filosofia botecker ocidental.

Nenhum comentário: