quinta-feira, 3 de julho de 2008

CRÉDITOS DE CARBONO 2 (repostagem)

Um lixão, onde mistura-se material orgânico, material reciclável, calor e chuva tropical e catadores de material reciclável.

É ou não é o cenário de desolação, miséria e tudo de repugnante que você pode pensar?

Não, não é!!

Primeiro, por que as pessoas que estão por lá respiram força e dignidade de guerreiros!
Talvez fosse o caso dessas pessoas respirem mais ira.

Segundo, podemos aproveitar a enorme quantidade de gases estufas emitidos do lixão para atmosfera e gerar energia elétrica, em quantidade suficiente para uma pequena, bem pequena fábrica. Que por exemplo auxilie na pré reciclagem de produtos encontrados no próprio local. Isso pode ser feito através de cooperativa dos próprios catadores!!!!! Desde que sejam devidamente orientados, papel que as instituições de ensino devem fazer, ente outras coisas.

Com o aproveitamento do metano na geração de energia elétrica, o dono do lixão (geralmente são prefeituras) poderá vender créditos de carbono para empresas que querem ser associadas ao “bem”, que fará você escolher por ela em detrimento de outra que seja má. Créditos como o do post passado, no valor de 34 milhões de reais. Com essa grana, você acha que dá ou não dá pra fazer uma fabriqueta de pré reciclagem com os catadores.

Diminui a poluição.
Gera emprego e dignidade.
Ajuda trabalhadores a se organizarem e a cobrarem quem tem que ser cobrado.
E quem sabe, nas sextas feiras, na sede da fabriqueta em frente ao lixão, faremos exposições ,shows, missas ou o que eles quiserem.... por que nesse caso, eles terão opções para escolher!! DESENVOLVIMENTO!!! Explorar esse cenário é uma luva para futuros administradores de empresas, economistas, geógrafos, sociólogos, químicos, físicos, advogados, marqueteiros... enfim, pra quem quiser.

Depois não venha dizer que está entediado...
Porque de tédio noisnummorre

2 comentários:

capitão disse...

eu vi uma reportagem falando sobre isso ontem... sobre os 34 milhões q o governo arrecadou.

1° axei os planos de como usar o dinheiro muito fracos. a ideia de fazer uma fabrica para reciclagem é muito melhor...

2° é bom nós ficarmos de olho nesse dinheiro, para ele não acabar "sumindo"

3° a que ponto nós, seres humanos, xegamos. CREDITOS DE CARBONO... isso pra min é uma grande palhaçada... só um novo meio de se ganhar dinheiro, já q não está deixando de se poluir PORRA nenhuma (tendo em vista q quem polui continua poluindo, simplesmente vai lá nos paises "q já não poluiam antes" e compra seus creditos) e o principal poluidor q é os EUA, não segue esse protocolo.

flww aeww...

thiagokoutzii@hotmail.com disse...

boa noite capit~~ao
a questão naõ é o que a prefeitura vai fazer com o dinheiro, a idéia é que os créditos de carbono podem catapultar áreas criticas!
memso pq, o comprador não precisa ser poluidor, pode ser qualquer um que queira agregar a ideia de que é do bem, de que protege o meio ambinete.
o mecaniso surgiu para beneficiar as empresas, estado, federaçoes ou municipios que consigam diminuir sua emissão.
quem compra, não é tão importante quanto aquele que consegue diminuir as emissões, ainda mais se associado a inserção de comunidades excluidas.
ab