segunda-feira, 1 de setembro de 2008

JACARANDÁS


Ontem foram presos 20 pessoas acusadas de extrair e exportar de maneira ilegal Jacarandás para instrumentos musicais. Aqui noticia no G1.

Mais uma demonstração de como o consumo (no Brasil ou fora dele) sem critério e incentivado por gigantes transnacionais comprometem o desenvolvimento dos países pobres, que justamente por serem pobres, topam qualquer negócio em troca de uns bons e gordos trocados.
Urge que eu, você e quem mais conseguirmos convencer de que o consumo, cada dia mais, exige critérios. É importante saibamos a origem do produto, o tipo de empresa que o faz, a forma com que é produzido.

Tanto a soja da Cargill, produzida nas fronteiras agrícolas de maneira ilegal ou como a derrubadas dos Jacarandás dependem do consumidor. Enquanto as pessoas acharem legal ter cavaquinhos e violões dessa madeira, haverá quem o produz. Se passarmos a ter critérios ao consumir, as empresas passarão a se portar de maneira diferente, mesmo porque elas procuram o mercado consumidor, que é quem tem o poder de decidir se quer Jacarandá ou outra madeira legal.

Sampleando mais uma vez a nação Zumbi, a alma do negócio é você!

Parece pouca coisa querer mudar algo dessa forma, mas o mundo gira em torno do dinheiro e só trazendo prejuízo, ou lucros menores (ou queimando carros como em paris) que as couves mudam!

Nunca houve guerra que não tivesse riquezas em sua gênesse.

Nenhum comentário: