quinta-feira, 28 de agosto de 2008

SEU LULAR 1

Na semana passada o tio Funério, quer dizer, o governador José Serra decretou a proibição de celulares nas salas de aula das escolas de São Paulo! Aqui para a matéria no G1.
A medida parece tosca no mínimo por dois motivos.
Não está claro qual o grau de abrangência da lei, se é só para escolas públicas do estado de São Paulo ou para as particulares também. Também não faz referência para quais séries, se é ensino fundamental, ou médio ou graduação, ou todos.
Fica o cheiro de improviso, de tosquisse, coisa que não é uma exclusividade do Sr. Burns, quer dizer, do Zé. Outro ponto é uma obviedade para quem trabalha com educação, na sala de aula. Vai estimular uma espécie de rebeldia (hsuahsuahuas, mas é verdade) nas salas. É fato que o processo educativo não passa por proibição sem antes mostrar porque é ruim (se é que é) e criar, estimular o desinteresse, apresentado ouras coisas em troca. Caso seja fundamental desligar os celulares e de fato não for possível criar ou estimular o desinteresse, ai sim, proibisse. Mas começar com proibição é igual a estimular o uso e o barulho.
Ou integramos os celulares as aulas, como instrumento de apoio pedagógico, transferindo conteúdos, sites, blogs, músicas que façam parte do conteúdo ou fatalmente perderemos (professores) a batalha.

Um comentário:

Khalila disse...

Se essa moda pega...
Perco até meu emprego!!
kkkkkkkkkkkkkk
(Isso não seria tão mal assim)
Num posso desligar "aquela bomba" nem pra dormir!!
Puta que pariu...
Tomar no ... porra!!
Esse car..
Olha, vô dizer nada mais não que vou acabar nervosa, indignada, "P" da vida!!