quarta-feira, 1 de outubro de 2008

CUBA POR C.A. SARDENBERG

LEVANDO EM CONSIDERAÇÃO QUE CARLOS ALBERTO SARDENBERG ESCREVE E TRABALHA NA GLOBO, MAS É UM CARA SENSATO, VALE A PENA LER O QUE ACHA DESSA NOVA ETAPA DE CUBA!!!

Liberalização de Cuba Postado por Carlos Alberto Sardenberg (no blog do G1) em 19 de Fevereiro de 2008 às 19:06

Esse é o nome do jogo em Cuba. Quando e como serão a abertura política - na direção de mais liberdades individuais e democracia - e a abertura econômica - na direção da propriedade privada e da economia de mercado.

Isso parece inevitável, tão logo os cubanos recuperem algum controle sobre suas vidas e a de seu país.

Cuba é uma das duas últimas ditaduras socialistas que sobraram do tempo da Guerra Fria. A outra é a Coréia do Norte, ambas do século passado, sem qualquer perspectiva nos tempos da globalização capitalista.

Grosso modo, há três modelos de transição do socialismo para o capitalismo:

1. O chinês - o mais antigo, iniciado em 1978: introdução acelerada da produção capitalista, baseada essencialmente em investimentos estrangeiros no lançamento ds reformas. Tudo isso com a ditadura do Partido Comunista. O Vietnã pratica esse modelo. Dizem que é o caminho preferido de Raul Castro;

2. O modelo dos países da Europa do Leste - democratização e introdução da economia de mercado em processos simultâneos e organizados, com apoio de uma grande potência, a União Européia. (Com isso sonham as organizações de cubanos instalados na Flórida).

3. O modelo russo - o socialismo desaba em meio ao caos, antigos dirigentes ficam com as estatais, tornam-se barões de um capitalismo selvagem, com um regime político que parece democracia, mas no qual imprensa e partidos são controlados pelo Kremlim.

Provavelmente, o Partido Comunista cubano vai reagir a qualquer abertura política mais profunda, apostando que os cubanos se esquecerão disso se o país engrenar num surto de crescimento econômico à chinesa.


(Analisei esses pontos com mais detalhes no ano passado, em artigos para O Globo. Podem ser encontrados em http://www.sardenberg.com.br/, seção Política Econômica. É só buscar por Fidel que os artigos aparecem)

5 comentários:

Lucas disse...

Po, eu acho que se essa abertura se concretizar será no modelo chinês tbm, mas sei lá. esperar e ver.

Preta disse...

thiago socorro!!

eu tô mais por fora que umbigo de vedete meu fí...

as coisas por aqui (no blog) também mudaram ou é impressão minha... (?)

sensação de que mudaram os móveis de lugar, colocaram alguns quadros na parede...cheiro de casa nova!

acho que preciso de tempo pra me organizar no mundo real!

bjao

Márcio disse...

SE alguma coisa mudar, eu creio que deve ser uma mudança mais à la o modelo dos países da Europa do Leste e o Modelo Russo. Isso porque se há necessidade de mudança, ou ela vai vir lentamente, num processo de abertura a alguns países (exclua-se Estados Unidos, assim acho) ou haverá algum tipo de ''revolução cubana'' só que dessa vez quem vai estar no poder é o capitalismo.
Sei lá, viajei :P

thiagokoutzii@hotmail.com disse...

a parte boa, ´´e que nós não precisamos adivinhar o futuro, o que não significa proibições especulativas!

na base do eu ACHO, aposto uqe a marca FIDEL vai virar o maior icone turístico de cuba! broches, camisetas, adesivos, museu, parque temático, pacotes da cvc e stella barros!

sera esse a versão cubana de mudanças? uma versão disneycastrilandia?

Márcio disse...

''na base do eu ACHO, aposto uqe a marca FIDEL vai virar o maior icone turístico de cuba! broches, camisetas, adesivos, museu, parque temático, pacotes da cvc e stella barros''
''sera esse a versão cubana de mudanças? uma versão disneycastrilandia?''

HUSAHUASUHASUHASUHASUHSAUHAS
Imagino até os bonequinhos de Fidel... Fidel Lutador, combata os inimigos capitalistas com esse brinquedo irado! Toda criança vai querer ter um :P

Ah, e eu nem tinha comentado: Essa foto do post é muito boa :O