quinta-feira, 31 de julho de 2008

ENERGIA NUCLEAR - REPOSTAGEM

Quando a Vale do Rio Doce, criada pelo governo do Getúlio Vargas em 1942, foi privatizada em 1997, na gestão FH e com financiamento do BNDES, é hoje uma das maiores empresas do ramo no mundo.


Com o tenebroso, real e histérico aquecimento global, vários países do mundo estão olhando cada vez com interesse para a produção de energia nuclear que não emite CO2, mas produz lixo radioativo que não se sabe (até agora e em lugar nenhum) o que fazer. Fato é que materiais radioativos que podem ser enriquecidos, como o urânio e o plutônio tiveram uma valorização comercial enorme nos últimos anos.


Você sabia que o Brasil é o sexto maior detentor de urânio do planeta? E esse dado vem de pesquisa que prospectou apenas 25% do nosso território, ou seja, é bem capaz que tenhamos muito mais urânio do que se pensa.
















A essa altura do campeonato, você deve saber que o urânio, ou matérias radioativos são encontrados em escudos cristalinos, como o das guianas, e o brasileiro que são gigantes pela própria natureza!

Então demorô! É tudo nosso! já era! Vamos rechear a certeira do Estado, que poderá oferecer mais escolas, hospitais, habitação ou quem sabe, diminuir a carga tributária.

Não tão rápido. O urânio brasileiro é propriedade do Estado, e não pode ser explorado por uma empresa privada como a Vale.

Ela por sua vez, e para não perder o momento comercial conveniente, foi explorar o material radioativo lá na Austrália, como informa esse link aqui, da própria Vale.

Somos de fato um impávido e inepto colosso, sonolento e talvez inapto!!

Um comentário:

Douglas disse...

O Brasil teima em ser um país amador...acho que foi vc que falou isso uma vez!!
abraço!